Na hora de selecionar candidatos para ocupar uma vaga, um dos fatores que as empresas valorizam são as habilidades dos profissionais.

As empresas querem que a pessoa selecionada se encaixe no seu trabalho e na cultura da empresa, portanto, se o seu objetivo é encontrar um emprego, crie um currículo com as habilidades certas que atraem a atenção do recrutador.

Neste post, vou listar 10 exemplos de habilidades para o currículo que as empresas mais valorizam que podem fazer a diferença na hora de conquistar uma vaga.

O que são habilidades?

Habilidades são aquelas características individuais que você possui que o tornam uma pessoa qualificada para realizar uma tarefa específica ou assumir um cargo.

Habilidades técnicas vs Habilidades pessoais – Qual é a diferença?

Habilidades técnicas – hard skills

Dentro das habilidades, temos as puramente técnicas.

As habilidades técnicas – hard skills são os conhecimentos necessários para realizar uma determinada tarefa ou trabalho. Eles são adquiridos através da prática, por meio de uma formação e experiência nesse trabalho.

Por exemplo, seriam habilidades técnicas, os conhecimentos necessários para reparar um computador.

Habilidades pessoais – Soft Skills

Hoje em dia se fala muito em gestão de equipas, capacidade de comunicação, capacidade de negociação, criatividade, trabalho em equipa, autonomia….

Estas seriam as chamadas habilidades pessoais ou Soft Skills.

Podemos definir Soft Skills como aquelas habilidades que não podem ser facilmente medidas ou definidas, refletem a personalidade e os atributos pessoais de uma pessoa.

Tanto as habilidades técnicas como as pessoais devem estar inseridas no currículo e devem estar sempre muito presentes na nossa fala perante o recrutador.

10 exemplos de habilidades para o currículo que as empresas valorizam

Existem muitas habilidades que as empresas mais valorizam quando procuram alguém para ocupar uma vaga. Aqui, eu resumo as 10 habilidades mais procuradas pelas empresas atualmente:

1- Resolução de problemas

Não importa qual seja o trabalho, um dia algo dará errado e os empregadores querem saber se você é capaz de encontrar uma solução rápida e eficaz.

Está é uma das principais habilidades que os empregadores procuram nos candidatos em 2022, pois os funcionários com essas habilidades tendem a ser autónomos.

2- Capacidade de trabalhar em equipa

O profissional escolhido deve ser capaz de trabalhar com outros colegas e ter um caráter aberto e pró-ativo. Para os responsáveis pela área de Recursos Humanos é cada vez mais importante que os candidatos tenham essa habilidade profissional.

Essa habilidade está ligada à empatia. Ter empatia com os colegas favorece o trabalho em equipe, melhora o ambiente de trabalho e aumenta a produtividade. Portanto, essa habilidade profissional é altamente valorizada pelos recrutadores.

trabalho em equipa

3- Liderança

Aqui é muito importante o conhecimento de si mesmo e da personalidade das pessoas ao seu redor na empresa. Você tem que aprender a delegar tarefas, motivar aqueles ao seu redor, melhorar os fluxos de comunicação com as pessoas de sua equipe e com aqueles que não o são.

4- Criatividade

As tarefas podem ser resolvidas de várias maneiras. Alguns funcionários realizam mecanicamente, apesar de não ser o método mais eficiente. Os trabalhadores mais valorizados pelas empresas em 2022 são aqueles que contribuem com novas ideias e procuram novas soluções.

A criatividade anda de mãos dadas com outras habilidades, como estar aberto a mudanças no ambiente.

5- Habilidades de comunicação

Seja por escrito ou verbal, ser capaz de se comunicar com seu chefe, colegas de trabalho e clientes em todas as situações é muito importante. Quanto melhor você estiver nisso, melhor resultado irá gerar.

6- Pensamento crítico

Ser capaz de pensar racionalmente é a base do pensamento crítico. Os empregadores querem trabalhadores que possam pensar em um problema e encontrar as melhores soluções.

7- Inteligência emocional

De acordo com a Psychology Today, “inteligência emocional se refere à capacidade de identificar e gerir as próprias emoções, bem como as emoções dos outros.” No local de trabalho, isso significa que você é racional e equilibrado, e pode lidar com altos e baixos sem perder o controlo.

8- Capacidade de negociação

Quaisquer que sejam suas atividades, as empresas querem minimizar as despesas. Eles estão, portanto, logicamente procurando pessoas capazes de reduzir seus custos realizando transações que sejam lucrativas para eles.

9- Adaptabilidade

Mudanças nas empresas são comuns, por isso é fundamental enfrentá-las de maneira adequada e se adaptar ao meio ambiente.

Acontecimentos imprevistos incomodam todos – empresários e trabalhadores – mas a capacidade de encontrar soluções, faz a diferença entre um trabalhador e outro.

10- Dinamismo

Uma pessoa dinâmica é ativa, sabe como trazer energia para o seu trabalho. Ela é capaz de lidar com tudo, bom ou ruim, porque sua atitude é sempre positiva. Mostre seu dinamismo durante a entrevista com comportamento adequado.

Se colocar no seu CV que pratica desporto e outras atividades de lazer, só vai confirmar o seu dinamismo.

Onde colocar as habilidades no currículo?

Não existe uma resposta certa ou errada sobre onde colocar as habilidades no seu currículo.

Você esta livre em escolher o melhor lugar para colocar as suas habilidades.

Colocando suas habilidades em uma seção separada do currículo

Para não complicar as coisas, recomendo criar uma seção separada no seu currículo chamada “habilidades” e colocar as habilidades em formato de lista.

Essa é a forma mais simples e recomenda, mas, existem outras maneiras de colocar suas habilidades no currículo.

Coloque suas habilidades na seção perfil profissional

perfil profissional é um pequeno texto que fica no início do currículo, depois das informações pessoais, onde você fala de forma resumida da sua formação, experiência profissional e principais habilidades.

É aqui onde você “vende seu peixe”, mostrando ao recrutador que você possui as habilidades certas para ocupar a vaga.

Por exemplo:

Técnico de Enfermagem empática, prestativa, flexível e compassiva, com mais de cinco anos de experiência no atendimento há uma variedade de pacientes em clínicas privadas.

Mais detalhes sobre como fazer um bom perfil profissional, recomendo ler este artigo aqui.

 

Coloque suas habilidades na seção experiência profissional

Você também pode colocar suas habilidades na seção experiência profissional.

Quando você estiver descrevendo suas tarefas e responsabilidades no currículo, mencione algumas das habilidades que demonstram sua capacidade como profissional.

Por exemplo, se você incluir habilidades de “gerenciamento de projetos” e “gerenciamento de tempo”, poderá ilustrar isso fornecendo um exemplo da vida real.

Por exemplo:

Crie e Gerenciei com sucesso o Departamento de Comunicação, sendo responsável pelo planeamento e controlo da verba de Marketing.

Liderarei uma equipe de 6 vendedores.

Como escolher as habilidades certas para seu currículo?

Leia a descrição da vaga e o site da empresa

A descrições das vagas são valiosas quando se trata de fazer um currículo perfeito, pois geralmente têm uma seção de “Requisitos” onde as empresas colocam as habilidades que esperam que seus candidatos tenham.

Analisando cuidadosamente a descrição da vaga, você pode encontrar as habilidades mais importantes para colocar no seu currículo.

Mas não pare por aí.

Pesquise o empregador para obter informações sobre a cultura e os valores da empresa. Você pode descobrir qualidades adicionais que seriam valorizadas pelo empregador.

Se você conhece alguém que trabalha ou já trabalhou na empresa, pergunte sobre a cultura da empresa e o que o empregador considera importante em seus funcionários.

O site da empresa também pode dizer muito a você. Ler a página Sobre nós normalmente é um bom lugar para começar.

O que faço se não tiver as habilidades que a vaga pede?

Aqui você precisa ser honesto consigo mesmo.

Se as habilidades exigidas na descrição da vaga fazem parte da lista das competências necessárias para fazer o trabalho, você precisa repensar sua candidatura.

Por exemplo, se um anúncio de emprego exige um profissional com conhecimentos de JavaScript, você não deve se candidatar se nunca programou em JavaScript.

Use seu bom senso para determinar se você é ou não um candidato adequado para a vaga.

Você pode estar interessado

Jorge Muchacuar

Fundador do Trovagas, uma plataforma que ajuda os candidatos a encontrar um emprego rapidamente e os recrutadores a recrutar talentos. Desde 2017, ele tem compartilhado seus conselhos sobre tudo relacionado a emprego, redação de currículos e cartas de apresentação.