15 Mai 2024

Full-time Supervisor de Mecanismos de Resposta Rápida

Action Contre La Faim – Publicado por Action Contre la Faim Pemba, Cabo Delgado, Moçambique

Descrição da Vaga

Action against Hunger é uma associação humanitária reconhecida como de utilidade pública e fundada em 1979, a organização opera em 47 países nos domínios da nutrição, saúde, segurança alimentar e meios de subsistência, água, higiene e saneamento e saúde mental e práticas de cuidados.

Duração do Contrato:                    7 meses              

Local:                                                   Pemba                

Disponibilidade:                             Imediata

Condições especiais:                    Apenas residentes em Cabo Delgado e Nampula serão considerados no processo de recrutamento  

Remuneração: 82,215.00 Mtn (Salário Mensal Bruto) e 13º Mês pago em dezembro (pro-rata dependendo da data de início).

Beneficios: Seguro de saúde incluindo parceiro e filhos (fornecendo certificados); 2 dias por mês de férias pagas.                                        

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS (NÃO COMPLETOS):

Sob a supervisão do Gestor de Projecto RRM, contribuir para a implementação do programa de resposta rápida através da vigilância humanitária, monitorização do contexto, condução e supervisão da recolha de dados sobre as necessidades dos deslocados internos e retornados (Missão Exploratória, Avaliação Multissectorial, Focalização) e dados de monitorização pós-intervenção (PDM).

Missão 1: Participar na vigilância humanitária, monitorizando o contexto de segurança.

  • Contribuir para a análise do contexto humanitário da zona de intervenção através da recolha de informações fiáveis do terreno;
  • Desenvolver contactos com a comunidade humanitária e membros-chave da comunidade (líderes locais, activistas e voluntários, autoridades locais) para assegurar uma boa rede de informação;
  • Assegurar a triangulação da informação sobre movimentos populacionais e outros choques elegíveis;
  • Contribuir para a produção de folhas de alerta sobre movimentos populacionais (novas áreas acessíveis, deslocações, movimentos de regresso) e acompanhar a evolução do contexto humanitário;
  • Contribuir para a produção de boletins periódicos sobre o contexto de segurança e humanitário.

Missão 2: Organizar e supervisionar a recolha de informação sobre as necessidades dos deslocados internos, retornados ou população vulnerável.

  • Liderar (com o apoio do PM) a organização das missões para avaliação das necessidades (Missão Exploratória, MSA) de acordo com as ferramentas do RRM, incluindo as disposições administrativas e logísticas;
  • Liderar a recolha de dados dirigidos aos beneficiários das intervenções;
  • Participar na recolha dos dados dos inquéritos PDM (kits de sobrevivência);
  • Assegurar a aplicação rigorosa da metodologia de recolha definida;
  • Organizar e apoiar os entrevistadores na recolha de dados;
  • Supervisionar a recolha e o carregamento de dados para o servidor;
  • Prestar apoio técnico aos entrevistadores em face das dificuldades encontradas na recolha de dados;
  • Assegurar que os relatórios de investigação sejam redigidos e transmitidos prontamente.

Missão 3: Liderar as distribuições e respostas rápidas às populações deslocadas afectadas na sua área de intervenção.

  • Contribuir para a criação de comités de selecção e para a validação das listas de beneficiários de intervenções;
  • Estabelecer comités de reclamações na sua área de intervenção;
  • Liderar a distribuição de kits de sobrevivência e/ou outros kits/assistência com os distribuidores/oficiais e assegurar que as quantidades recomendadas sejam fornecidas aos beneficiários na área do programa;
  • Contribuir para a comunicação com os beneficiários sobre o projecto e o mecanismo de responsabilização e gestão de queixas;
  • Assegurar o feedback de informação, feedback e reclamações em relação às intervenções e estratégias do projecto;
  • Acompanhamento dos beneficiários, distribuições e apoio ou quaisquer outros bens na sua área de intervenção;

Missão 4: Relatório sobre o progresso das actividades de campo.

  • Participar nas reuniões da equipa do projecto e informar sobre o progresso das actividades na área de intervenção;
  • Contribuir activamente para os relatórios da MSA
  • Compilar e submeter relatórios de distribuição em tempo útil ao gestor do programa
  • Escrever relatórios de supervisão regulares e encaminhá-los para o Gestor do Programa
  • Monitorizar e avaliar a colecção do mês corrente e analisá-la no final
  • Elaborar relatórios regulares sobre o progresso das actividades de recolha de dados;
  • Identificar as limitações/problemas encontrados na implementação das actividades e propor soluções para possíveis melhorias.

A lista de responsabilidades não é exaustiva. Algumas outras responsabilidades/tarefas podem ser adicionadas, de acordo com as actividades e depois da validação dossuperiores  

COMPETÊNCIAS EXIGIDAS

Diploma / Nível de educação:

Bacharelato com pelo menos 2 anos de experiência profissional em diagnósticos comunitários, realização de inquéritos e avaliações, gestão de equipas, animação.

Habilidades necessárias:

  • Experiência em projectos de emergência / experiência de ONG em projectos similares;
  • O conhecimento sobre nutrição/saúde, agua e sanamento, e segurança alimentar seria uma vantagem;
  • Disposto a viajar extensivamente no terreno;
  • Ser capaz de trabalhar sob pressão e num ambiente em mudança;
  • Boa capacidade de organizar, conduzir e analisar inquéritos sobre as necessidades das pessoas deslocadas;
  • Capacidade de monitorização e avaliação;
  • Competências interpessoais;
  • Fluência em português, inglês apreciado, línguas locais obrigatórias;
  • Precisão e rigor no trabalho;
  • Boa capacidade analítica, boa capacidade de comunicação;
  • Competências informáticas: Word, Excel e Internet.

Habilidades preferenciais: Conhecimento e experiência em atividades de segurança alimentar e meios de subsistência (culturas, pecuária, distribuição de alimentos, dinheiro por trabalho, atividades de pequenos negócios, treinamentos, etc.).

Como se candidatar?

  • Curriculum Vitae;
  • Carta de Motivação;
  • NUIT;
  • BI;
  • Certificados.

Os candidatos interessados deverão submeter as suas candidaturas através do seguinte email:    recruitment-pb@mz-actioncontrelafaim.org (especificar o título da posição no correio eletrónico). As candidaturas incompletas não serão tidas em conta

DATA LIMITE DE CANDIDATURA: 22 de Maio de 2024

Procedimento: Os candidatos seleccionados serão contactados por e-mail para a realização de um teste técnico.

Nota: Os dossiers recebidos não serão devolvidos. Qualquer candidatura apresentada após este prazo não será considerada.

A acção contra a fome está empenhada na prevenção de riscos relacionados com abusos, exploração sexual e na promoção da igualdade de género e da sua diversidade. A missão ACF Moçambique incentiva a aplicação das mulheres. O processo de recrutamento da Acção Contra a Fome é gratuito, não será pedida qualquer forma de compensação a um candidato. Reflecte as principais políticas e a sua carta através do seu profissionalismo e imparcialidade. Se observar comportamentos contrários a estes valores durante este processo, por favor informe as equipas apropriadas. Todas as pessoas contratadas pela Acção Contra a Fome serão igualmente verificadas quanto ao cumprimento das chamadas listas “anti-terroristas”, respeitando os direitos dos funcionários e a confidencialidade dos dados pessoais.

Job Categories: Operações. Job Types: Full-time.

Job expires in 7 days.

Candidatar-me a esta Vaga