Saber como colocar a formação académica no seu currículo é um passo muito importante se você quer que o seu currículo chame a atenção dos recrutadores.

Foi pesando nisso, que decidi preparar um passo a passo completo de como colocar a formação académica do currículo de forma correta com exemplos práticos. Confira!

O que é formação académica no currículo?

A formação académica no currículo refere-se à seção do currículo que descreve o seu grau de ensino, ou seja, a sua escolaridade.

Por exemplo, se você terminou o ensino técnico profissional ou a faculdade, essa é a sua formação académica.

Onde colocar a formação académica no currículo?

Estudante recém-formado/ sem experiência profissional

Se você acabou de se formar e não tem nenhuma experiência profissional para colocar no currículo, a seção formação académica vem em primeiro lugar logo após os dados pessoais e objetivo profissional.

Profissional com experiência profissional

Aqui, a experiência profissional tem prioridade sobre a seção formação académica.

Ou seja, a seção formação académica sempre deve ser colocada após a seção experiência profissional. Se você possui vários graus, mestrados ou cursos, mencione apenas aqueles que são relevantes para o cargo e não toda a história.

Como organizar a formação académica no currículo?

Agora que você já sabe onde colocar a formação académica no currículo, vamos ver como organizar.

Em termos de ordem, o ideal é colocar a formação mais alta em primeiro e, em seguida, o restante das formações em ordem cronológica inversa.

Ao colocar a formação académica no seu currículo, inclua:

  1. O nome do curso e o grau obtido;
  2. O nome da instituição/escola técnica onde você estudou;
  3. A data de término.

Exemplos de como colocar a formação académica no currículo

Aqui vou dar exemplos práticos de como organizar a formação académica no seu currículo. Para facilitar a sua compressão, vou dividir os exemplos em grau de ensino.

Exemplo de como colocar formação académica no currículo ensino médio completo

Se você é um estudante do ensino médio, você deve organizar a sua formação desta forma:

Ensino médio

Escolha Secundária Josina Machel

Conclusão em 2017

Exemplo de como colocar a graduação no currículo

Se você já concluiu a sua graduação ou outro grau superior, você deve organizar a sua formação desta forma:

Exemplo 1:

Licenciatura em Engenharia Informática

Universidade de Barcelona, 2011-2015

Exemplo 2:

Mestrado em Engenharia de petróleo, Universidade Politécnica

Conclusão em 2015

Como colocar formação académica em andamento no currículo?

Caso esteja cursando, é importante informar que o curso está em andamento, juntamente com o nome da instituição de ensino e a previsão de conclusão.

Confira um exemplo de como colocar formação académica em andamento no currículo:

Licenciatura em Engenharia Civil – Universidade de Coimbra

Previsão de conclusão: 2022

Como colocar formação académica incompleta no currículo?​

Se você iniciou um curso e por alguma razão abandonou, mas, o curso tem alguma relação com a vaga pretendida e você cursou pelo menos dois anos, aí você pode colocar a formação académica incompleta no currículo.

Por exemplo:

Imagine que você estava no segundo ano do curso de Marketing, e por alguma razão você desistiu do curso.

Depois de alguns meses, surge uma oportunidade para trabalhar como designer. Neste caso, vale a pena citar o curso incompleto no currículo.

Mas, se o curso não tiver nenhuma relação com a vaga pretendida, não mencione ela no currículo.

Veja um exemplo de como colocar formação incompleta no currículo:

2014-2017 – Licenciatura em Direito (cursado até o 3º ano)

Universidade do Minho – Campus de Gualtar

Os cursos complementares são colocados na seção formação académica ou em uma seção separada?

Por formação complementar entende-se todos os estudos complementares, que não fazem parte da formação académica. Devem ser colocados, desde que sejam relevantes para a vaga pretendida.

Podem ser cursos online, seminários, curso de informática, conferências, etc., que podem ser ministrados por qualquer centro de formação, associações profissionais ou sindicatos.

Os cursos complementares e certificados devem ser colocados numa seção separada do currículo chamada “Formação Complementar”.

Você pode estar interessado

Jorge Muchacuar

Fundador do Trovagas, uma plataforma que ajuda os candidatos a encontrar um emprego rapidamente e os recrutadores a recrutar talentos. Desde 2017, ele tem compartilhado seus conselhos sobre tudo relacionado a emprego, redação de currículos e cartas de apresentação.