Confira exemplo de contrato de trabalho a prazo certo e personalize ao seu gosto.

Lembrar que este modelo de contrato de trabalho a prazo certo serve apenas para Moçambique e só como demonstração, não constituindo de nenhuma forma versão definitiva. Qualquer contrato que elabora deve estar adaptado às necessidades da sua empresa.

O que é um contrato de trabalho a prazo certo?

O contrato de trabalho a prazo certo ou com prazo determinado, é aquele onde é estipulada a sua periodicidade, ou seja, a data do seu início e fim, tendo assim uma data definida para o seu término.

Quando é permitido celebrar um contrato a prazo certo

De acordo com o artigo 40 da Lei de trabalho moçambicana –Lei n° 23/2007 de 01 de Agosto, o contrato a prazo certo só pode ser celebrado para a realização de tarefas temporárias e para o período necessário para o efeito nomeadamente:

  • A substituição de trabalhador que por qualquer razão, esteja temporariamente impedido de prestar a sua actividade;
  • A execução de tarefas que visem responder ao aumento excepcional ou anormal da produção bem como a realização da actividade sazonal;
  • Execução de actividades não permanentes do empregador;
  • Execução de uma obra, projecto ou outra actividade determinada e temporária incluindo execução, Direcção e fiscalização de trabalhos de construção civil, obras públicas e reparações industriais, em regime de empreitada.

Limites do contrato a prazo certo

  • O contrato de trabalho a prazo certo é celebrado por um período não superior a dois anos, podendo ser renovado por duas vezes, mediante acordo das partes.
  • De salientar que às pequenas e médias empresas podem livremente celebrar contratos a prazo certo, nos primeiros dez anos da sua actividade.

NB: a celebração de contratos a prazo certo fora dos casos indicados acima ou em violação dos limites de durabilidade, confere ao trabalhador o direito a indemnização nos termos previstos no artigo 128° da Lei de trabalho que considera a rescisão do contrato de trabalho com justa causa por iniciativa do trabalhador.

Período probatório

Em conformidade com o estipulado no n° 2 do artigo 47 da Lei de Trabalho, o contrato a prazo certo pode estar sujeito a um período probatório que não excede a:

  • 90 dias nos contratos com duração superior a 1 ano;
  • 30 dias nos contratos com duração entre 6 meses e 1 ano;
  • 15 dias nos contratos com duração até 6 meses.

Rescisão do contrato a prazo certo

O contrato a prazo certo caduca quando expira o prazo nele estipulado para a sua duração nos termos do artigo 125 n° 1, alínea a), contudo apesar de já estar estipulado o prazo da sua duração é necessário antes do seu término enviar uma carta ao trabalhador a informar da sua não renovação, para salvaguardar o perigo da sua renovação automática.

Renovação do contrato a prazo certo

Em conformidade com o artigo 43° da Lei de Trabalho, o contrato de trabalho a prazo certo renova-se no final do prazo estabelecido, pelo tempo que as partes nele tiverem estabelecido expressamente, na falta de declaração expressa o contrato de trabalho renova-se por período igual ao inicial.

Vantagens de celebrar contratos a prazo certo

  • O facto de estabelecer-se um período para o término do vínculo laboral, a manutenção do mesmo tende a acarretar menos custos, principalmente com indemnizações quando não há satisfação pelo trabalho.
  • Abre oportunidade de descobrir novos talentos.
  • Há maior flexibilidade nos contratos, podendo o empregador estipular o prazo onde pode avaliar o trabalhador e descartá-lo se não for eficiente para o trabalho.
  • O empregador não é obrigado por lei a dar todos os benefícios extras criados pela empresa para os seus trabalhadores de contrato a tempo indeterminado.
  • Sendo capaz de seleccionar alguém que preencha o perfil desejado não há necessidade de gastos com formação contínua do trabalhador.

Desvantagens de celebrar contratos a prazo certo

  • O segredo da empresa fica de certa forma exposto a alguém que logo vai se desvincular da empresa.
  • Se houver necessidade de formação será um investimento perdido, pois a pessoa só ira usar a favor da empresa no período em que estiver.
  • Muitas vezes não há tempo para socialização com os outros membros da empresa o que pode criar problemas de integração na equipe.

Como transformar o contrato a prazo certo em contrato por tempo indeterminado

Já dissemos que o contrato de trabalho a prazo certo ou com prazo determinado, é aquele onde é estipulada a sua periodicidade, ou seja, a data do seu início e fim, tendo assim uma data definida para o seu término.

E o contrato por tempo indeterminado ou sem termo é o contrato de trabalho em que não se indica a respectiva duração, indica-se a data do início do contrato, mas não se indica o seu término.

O contrato a prazo certo pode transformar-se em contrato por tempo determinado se a posterior houver um acordo nesse sentido entre o empregador e o trabalhador e pode ser obrigatório por Lei, em conformidade com o estipulado no artigo 42° da Lei de Trabalho, se forem excedidos os períodos da sua duração máxima ( a sua duração não pode ser superior a 2 anos) ou o n° de renovações ( o contrato a prazo certo só pode ser renovado duas vezes, salvo no caso das pequenas e médias empresas que podem celebrar livremente contratos a prazo certo nos primeiros 10 anos de actividade).

Exemplo de contrato de trabalho a prazo certo

Agora que você já sabe como funciona o contrato de trabalho a prazo certo, confira o modelo.

Contrato de trabalho

Entre

………………. (nome da empresa)………..sociedade constituída e regida pelo direito moçambicano ( se assim for), com a sua sede na Província de………, avenida…….., n°………neste acto representado por ( nome do representante da empresa), na qualidade de ………… ( cargo que ocupa o representante – Director/ PCA/ Administrador), de agora em diante designada por Contratante/ entidade empregadora.

E

——————– (nome do trabalhador), de nacionalidade ……………, titular do BI/Passaporte/DIRE n° emitido em………. Aos………., com validade até………., residente em …………, de agora em diante designado por Contratado/trabalhador.

É celebrado de boa-fé e voluntariamente o presente contrato de trabalho que se rege pela Lei de Trabalho n° 23/2007 de 01 de Agosto e pelas cláusulas que se seguem:

Cláusula 1ª

(Objecto)

O presente contrato tem por objecto o exercício pelo Contratado da função de ……………….. ( cargo/função/categoria/posição), ficando o mesmo pela celebração deste contrato vinculado ao Regulamento interno da empresa ( se tiver).

 Cláusula 2ª

(Duração)

O presente contrato é celebrado por um período de 01 (um) ano, com inicio a 01/07/2020 e término a 01/07/2021.

Cláusula 3ª

(Local de trabalho e horário)

O Contratado desempenhará as funções na sede da empresa, podendo quando for de extrema necessidade de trabalho ser deslocado para outros locais ou sucursais da empresa para prestar o serviço.

O horário de trabalho será de segunda a sexta das 08:00 as 17:00 horas com intervalo de 01 hora para almoço.

Cláusula 4ª

(Remuneração)

Pela prestação dos seus serviços, o Contratado auferirá uma remuneração base ilíquida de ……………….. (meticais) que será paga até ao 25 dia do mês respeitante, mediante transferência bancária para a conta do Contratado.

A remuneração está sujeita ao desconto para o INSS, IRPS e outros impostos que o Governo decretar.

Cláusula 5ª

(Cessação)

O presente contrato de trabalho pode cessar nos termos do artigo 124 da Lei de trabalho, nomeadamente por:

Caducidade;

Acordo revogatório;

Denúncia por qualquer das partes

Rescisão por qualquer das partes contratantes com justa causa

Cláusula 6ª

(Casos omissos)

Qualquer situação não regulada neste contrato aplicar-se-á a Lei de trabalho em vigor.

O presente contrato é feito em dois exemplares de igual valor jurídico, os quais após assinatura pelas partes será entregue um exemplar a cada parte.

Maputo, aos 30 de Junho de 2020

O Contratante                                                                            O Contratado

_____________________                                              _____________________

( nome do contratante se carimbo da empresa)            ( nome do contratado)

Jorge Muchacuar

Co-fundador da Técnica PC e Trovagas. Atuo no mercado de Tecnologia da Informação desde 2011, gosto de desenvolver sites e de escrever sobre emprego, tecnologia e empreendedorismo.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *